Infos COVID
24° 27°
Weather
Favoritos 0
Baie Rouge

Informações úteis

Em relação à França metropolitana, há:

  • 5 horas de diferença no inverno (do final de outubro até o final de março).
  • 6 horas de diferença no verão (do final de março ao final de outubro).

Em relação a Nova Iorque:

  • 1 hora de diferença no inverno (do final de outubro até o final de março).

Em relação à Hora Universal (GMT):

  • 4 horas de diferença.

A Friendly Island tem mais de 120 nacionalidades. A parte francesa da ilha, Saint-Martin, usa o francês nas administrações e escolas. Mas o povo de Saint-Martin também está ligado ao inglês, que é comumente falado em toda a ilha. Na parte holandesa, o inglês e o holandês são os idiomas oficiais. Entretanto, em ambas as partes da ilha, o espanhol, o crioulo e o papiamento também são comumente praticados.

O euro, na parte francesa, e o florim (NAF) ou guilder, na parte holandesa, são as duas moedas oficiais. Entretanto, o dólar americano é aceito em toda a ilha e é frequentemente utilizado como referência. Muitos pontos de câmbio e bancos com caixas eletrônicos estão disponíveis na ilha. Cuidado, muitos estabelecimentos recusam cheques de fora, mas a maioria aceita os principais cartões de crédito internacionais.

Na parte francesa: 220 Volts / 60 Hertz. Tomadas europeias.

Na parte holandesa: 110 Volts / 60 Hertz. Tomadas americanas.

Em ambos os lados da ilha, lojas que vendem aparelhos elétricos, equipamentos de som e câmeras oferecem transformadores de eletricidade, assim como adaptadores para tomadas americanas e europeias. Isto significa que os aparelhos elétricos podem ser usados em ambos os lados da ilha.

A ilha não possui nem fonte nem rio. A água potável distribuída vem das usinas de dessalinização. Como no resto do mundo, a água se tornou um bem escasso e, portanto, caro. Águas de nascente e minerais estão disponíveis para venda em todas as lojas.

Os códigos internacionais para Saint-Martin (lado francês): +590 e para Sint-Maarten (lado holandês): +1 721.

De Saint-Martin para Saint-Martin:

  • número com 10 algarismos do correspondente.

De Saint-Martin para Sint-Maarten :

  • telefone fixo: 00 1 721 54 + os 5 algarismos do telefone fixo do correspondente.
  • celular: 00 1 721 55 + os 5 algarismos do celular do correspondente.

De Saint-Martin para a França metropolitana:

  • 00 33 +o número de 10 algarismos do correspondente.

De Saint-Martin para os Estados Unidos:

  • 001 + Código do estado + número do correspondente.

De Sint-Maarten para Saint-Martin:

  • telefone fixo: 00 59 + os 10 algarismos do telefone fixo do correspondente.
  • celular: 00 59 + os 10 algarismos do celular do correspondente.

De Sint-Maarten para Sint-Maarten:

  • número com 7 algarismos do correspondente.

De Saint- Maarten para a França metropolitana:

  • 00 33 + o número de 10 algarismos do correspondente.

De Saint- Maarten para os Estados Unidos:

  • 001 + Código do estado + número do correspondente.

Os fornecedores de acesso à internet são: Orange Caraïbes, Dauphin Telecom et Canal Box. A instalação da fibra óptica está em andamento em todo o território. Atualmente, as conexões são feitas em banda larga (ADSL) na maioria dos bairros e a altíssima velocidade está sendo instalada em toda a ilha. Bares e restaurantes oferecem acesso à internet. Na maioria das vezes, basta pedir o código WI-Fi para ter acesso gratuito. Os hotéis são geralmente todos equipados com Wi-Fi nos quartos ou nas áreas comuns. O acesso gratuito faz parte dos serviços oferecidos pelos hoteleiros.

É perfeitamente possível vir a Saint-Martin com seu companheiro de quatro patas. O melhor a fazer é verificar com sua acomodação se seu animal de estimação é aceito e quais podem ser os custos. Na parte francesa, cães pequenos mantidos na coleira são aceitos a critério do estabelecimento, mas não nas praias, por razões de higiene e regulamentação.

Nenhuma vacina é exigida para viajar para a ilha de Saint-Martin. Com relação à pandemia Covid-19, consulte as condições de viagem na página Covid Info

Localizado entre o Trópico de Câncer e o Equador, St. Martin recebe forte irradiação solar. Portanto, um protetor solar de alto coeficiente é essencial e até recomendado para quem só conhece o sol do mediterrâneo. Também é altamente recomendável trazer óculos de sol eficazes e ter sempre um chapéu disponível.

A dengue é uma doença viral transmitida por mosquitos do gênero Aedes (Aedes aegypti no Caribe). Há alguns casos todo ano. A doença é caracterizada por uma febre alta acompanhada de dores de cabeça, dores musculares e fadiga, que podem durar várias semanas. Ocorre de 2 a 7 dias após ter sido picado por um mosquito infectado. Na maioria dos casos, a dengue não provoca complicações. Entretanto, principalmente devido à diminuição do número de plaquetas sanguíneas, há um risco de sangramento durante esta infecção viral. Em caso de dúvida, é imperativo consultar um médico e evitar tomar aspirina e anti-inflamatórios.

Portanto, é necessário proteger-se contra picadas de mosquitos com telas, mosquiteiros, usando roupas compridas e repelentes. Também é importante evitar a proliferação de vetores, removendo regularmente todos os locais de reprodução de mosquitos (águas estagnadas) encontrados fora e dentro das casas.

Algumas plantas podem causar alergias graves, especialmente a mancenilheira (do espanhol manzana, que quer dizer “maçã”). Esta árvore, de 2 a 5 metros de altura, que se assemelha à macieira, é encontrada em solos secos e arenosos, especialmente ao longo das praias. Sua folhagem, muito densa, proporciona áreas sombreadas, mas cuidado: um simples contato com qualquer parte da mancenilheira pode causar queimaduras mais ou menos graves. É perigoso abrigar-se sob esta árvore quando chove, pois sua seiva e seus frutos são extremamente tóxicos. Como regra geral, recomenda-se não comer frutas sem antes se informar, junto a pessoas ou organizações competentes, sobre a sua natureza.

Alguns peixes, especialmente aqueles encontrados nos recifes de corais, contêm toxinas. Se consumidos, podem causar transtornos sempre desagradáveis (coceira, formigamento, vertigens…) e às vezes graves (paralisia, quedas da pressão arterial). É o que se chama ciguatera ou “coceira”. Evite comer peixes antes de obter informações das pessoas ou organizações apropriadas, especialmente se você mesmo os tiver capturado. Os peixes grandes (mais de 1 quilo) são os que contêm mais toxinas.

O sistema médico do lado francês é idêntico ao da França metropolitana. Todos os remédios comuns podem ser encontrados localmente.

No lado francês:

  • Hôpital Louis Constant Fleming, Concordia, Marigot –Serviço de emergência: +590 590 52 26 29 / Recepção, admissão: +590 590 52 25 25
  • S.A.M.U: 15
  • Polícia: 17
  • Bombeiros: 18
  • Erick Ambulances: 0590 29 29 34
  • Ambulances des Îles du Nord: +590 690 29 08 11
  • Polícia, Concordia: 0590 52 21 90
  • Polícia, brigada de Hope Estate: +590 590 52 35 95
  • Cruz vermelha francesa: +590 590 87 86 50
  • Polícia territorial: +590 590 29 56 22 – +590 590 29 56 23
  • Polícia de imigração Marigot: +590.590 87 57 13
  • S.N.S.M. Saint Martin (Resgate no mar): Emergências: (590) 690 767 500 – Telefone da central: (590) 590 29 20 46
  • CROSS AG: Emergência: 196 ou (596) 596 70 92 92 ou Ch. 16 et 73.

Do lado holandês:

  • Hospital: 910 ou (+ 1 721) 543 1111
  • Polícia: 911 ou (+ 1 721) 542 2222
  • Ambulância: 912 ou (+ 1 721) 542 2111
  • Bombeiros: 919 ou (+ 1 721) 545 4222.

 

Numerosas publicações do tipo revistas de turismo estão à disposição gratuitamente nas lojas, restaurantes e hotéis da ilha.