Infos COVID
25° 27°
Weather
Favoritos 0
Fort Louis

Um pouco de história

Passando por vilarejos pitorescos, você pode conhecer monumentos e outros pontos históricos impressionantes. Venha conhecer o passado e as raízes de Saint-Martin!

Quartier d’Orléans / French Quarter

Quartier d’Orléans / French Quarter

Junto com Marigot, Colombier e Grand Case, este vilarejo autêntico era um dos quatro setores…
bairro de orléans
Marigot

Marigot

À sombra do Fort Louis, construído em 1789 para defender os entrepostos do porto contra…
marigot
HEADER_moho

La roche Moho

A cerca de cem metros do Quartier d' Orléans, um caminho leva a uma descoberta…
bairro de orléans
  • Gratuito
Fort-Louis--Credit-Photo-Sint-Maarten-Tourist-Bureau

FORT LOUIS

marigot
HEADER-AmuseumNaturalis_SXM_©ClémentLouineau_2

AMUSEUM NATURALIS

bairro de orléans
  • Gratuito
  • Estacionamento
2.3.12.Eglise-Catholique-Marigot_optimises

SAINT- MARTIN DE TOURS / EGLISE CATHOLIQUE DE MARIGOT

marigot
  • Acessibilidade para deficientes
  • Gratuito
  • Estacionamento
Plantation Mont Vernon

Plantation Mont Vernon

Aninhado em um parque de 1,5 hectares na estrada para o Monte Vernon, 300 metros…
mont vernon i
PONT DE DURAT

PONT DE DURAT

marigot

Os primeiros tempos da história de Saint-Martin foram marcados pelas invasões sucessivas dos povos e das tribos originárias da Venezuela, das regiões de Iucatã e do Orinoco. Essas culturas indígenas marcaram o território de Saint-Martin até o século XV. Quando Cristóvão Colombo descobriu a América, os desembarques europeus sucessivos dizimaram os povos primitivos. Saint-Martin acelerou então sua história e ficou registrada como uma terra influenciada de forma ininterrupta pelas invasões e pelas guerras estratégicas entre as nações que dominavam na época (Inglaterra, Holanda, França, Espanha, Portugal).
Em 23 de março de 1648, os franceses e holandeses assinaram o tratado de Concórdia e partilharam a ilha. O tratado permite reconhecer a dupla cidadania da ilha e, ao mesmo, sua unidade. A história de Saint-Martin aconteceu então no respeito mútuo dos povos e da soberania das nações.
Em 27 de maio de 1848, a França aboliu a escravidão e fez Saint-Martin entrar para uma história humanista. Em 1863, quinze anos após a parte francesa, a parte holandesa aboliu enfim a escravidão. Em 1943, em plena guerra mundial, a marinha americana construiu um aeroporto no local do atual aeroporto internacional Princess Juliana, na parte holandesa. Ele se tornou uma base aérea importante para os Estados Unidos, e Saint-Martin ganhou mais um marco em sua história. Os anos 60 fizeram nascer um desejo de mudança, um novo estilo de vida feito de liberdade de expressão e da liberdade de mostrar o corpo. A ilha se tornou um destino ideal de férias e desde então não parou de se desenvolver, para hoje ser o destino ideal no Caribe.
Hoje, os traços do passado glorioso de Saint-Martin ainda existem. Passando por vilarejos pitorescos, você pode conhecer monumentos e pontos históricos impressionantes. Para conhecer a alma de Saint-Martin, são imprescindíveis, por exemplo.