Infos COVID
22° 27°
Weather
Favoritos 0

Passear na reserva natural

Criada em 1998, a Reserva Natural de Saint-Martin se estende por 3.060 hectares e 11 Km de litoral no nordeste da ilha, do lado francês. A maior parte diz respeito à Reserva marinha localizada no platô que liga as ilhas de Anguilla, Saint-Martin e Saint- Barthélemy. A parte terrestre da Reserva é composta pelas costas rochosas, falésias, praias e manguezais. As zonas pantanosas do lago dos peixes e a salina da Baía Oriental fazem parte deste santuário protegido. As ilhotas da costa oriental, como Pinel, Petite Clef, Caye Verte, Tintamarre e as da Baie de l’Embouchure além do célebre Rocher créole, em frente à baía de Grand Case, também fazem parte desta área santuarizada. O objetivo da Reserva Natural de Saint-Martin é preservar os cinco principais ecossistemas da ilha: os recifes de coral, o manguezal, os herbários de fanerógamos, os lagos e a floresta seca do litoral.

A Reserva Natural de Saint-Martin abriga locais únicos

Os diferentes locais abrigam fauna e flora marinhas e terrestres diversificadas, entre as quais várias espécies protegidas. Trilhas para descoberta convidam o amante de caminhada a percorrer os grandes ecossistemas que compõem esta imensa reserva natural caribenha.

Réserve naturelle Saint-Martin Mangrove
Réserve naturelle Saint-Martin Herbier

Os herbários de fanerógamos e os recifes de coral

O fundo do mar constitui um ecossistema muito representativo da biodiversidade. Nele, os herbários têm uma função determinante na depuração das águas litorâneas e servem de viveiro para numerosas espécies, às quais oferecem abrigo e alimento. Em Saint-Martin, os herbários são fanerógamos, ou seja, são compostos por plantas com flores e não de algas. Desempenham um papel considerável e possuem um alto valor ecológico. Os recifes de coral também são um elemento importante para o equilíbrio marinho, pois protegem a costa das ondulações e servem de habitat, de reserva alimentar e de refúgio a milhares de espécies. No meio desta floresta aquática, os lambis e os ouriços diadema proliferam. Numerosos peixes multicoloridos se reproduzem lá, como o peixe-leão, o peixe-cofre, o peixe-anjo e o peixe-papagaio.

Entre o bairro de Orléans e o Oyster Pond (Baie Lucas), os visitantes podem descobrir o observatório das baleias. Acima do oceano Atlântico, Saint-Martin faz parte do santuário de mamíferos marinhos das Antilhas francesas. As baleias jubarte e os grandes golfinhos frequentam as águas da Reserva Natural.

Na ilhota Pinel, uma trilha submarina foi criada para que os visitantes descubram as maravilhosas espécies de peixes e de corais, sem danificar o ambiente. Não é raro descobrir os rastros des tartarugas marinhas. Diferentes espécies frequentam as águas de Saint-Martin, como a tartaruga Luth e a tartaruga verde.

Réserve naturelle Saint-Martin Pélican brun

O manguezal e os lagos da Reserva Natural de Saint-Martin

Situados entre a terra e o mar, os lagos e os manguezais constituem dois ecossistemas interligados. Grandes extensões de água se misturam a florestas impenetráveis ladeadas por manguezais. 

Réserve naturelle Saint-Martin Mangrove

Os lagos diminuem as inundações no caso de chuvas fortes, protegem a costa contra as agressões do mar, assentam depósitos aluviais e purificam a água antes que ela seja descarregada no mar. Frequentado por centenas de pássaros, o manguezal e os lagos devem ser admirados através das pequenas trilhas que possibilitam o acesso a estas paisagens naturais. Pássaros grandes e pequenos se misturam e constituem uma diversidade única. O beija-flor, o caga-sebo e o suiriri-cinza, assim como o grande rabo-de-palha, a gaivina-de-dorso-castanho, a pardela-de-asa-longa e o trinta-réis-miúdo, fazem parte da paisagem caribenha, da mesma forma que os grandes pernaltas como o pernilongo-de-costas-negras, a garça-branca-grande e a garça-branca-pequena. O famoso pelicano pode ser visto com faclidade próximo à costa, sempre pescando. As equipes da Reserva Natural tiveram a felicidade de observar, no lago Guichard, três espécies bastante raras: um pato-trombeteiro, um casal de marrecas-arrebio e dois zarros-americanos.

A floresta seca

A floresta seca abriga lindas árvores e arbustos originários da África mas, hoje, típicos das Antilhas. O tamarineiro, a mangueira e o flamboyant, assim como a sumaúma, o gumbo-limbo e o guavaberry (cambuí) erguem-se orgulhosamente no solo de Saint-Martin. Belas plantas e flores espetaculares também crescem naturalmente em Saint-Martin, como orquídeas selvagens, hibiscos e aloés que, além de serem um prazer para os olhos, possuem mil virtudes. Pequenas borboletas brancas, chamadas borboletas-brancão, pululam entre as grandes árvores, dando a impressão que elas são cobertas de flores. Muito comum, mesmo nos jardins particulares, a iguana, com sua aparência pré-histórica mas inofensiva, provoca um arrepio muito especial naqueles que a veem. Entre a Anse Marcel e a praia de Grandes Cayes, através da praia deserta de Petites Cayes, você poderá percorrer em cerca de duas horas e meia os 4,5 quilômetros da trilha dos Froussards, o último maciço florestal no litoral intacto da ilha. A trilha dos Froussards lhe dá a oportunidade de descobrir espécies vegetais únicas, como ocacto “Cabeça de inglês” que está ameaçado de extinção no mundo, mas vive muito feliz na ilha. Facilmente reconhecido pela sua protuberância vermelho-vivo e cheio de espinhos, ele se destaca entre as plantas secas da faixa litorânea.

Na ilhota Pinel, uma trilha de 1,5 km de comprimento reúne as trêspraias deste lugar fantástico e ilustra perfeitamente o ecossistema da floresta seca. Placas informativas e dois painéis de orientação foram instalados para os visitantes poderem identificar as espécies vegetais e os pássaros que vivem no lugar.

O Ranch du Galion, situado próximo ao bairro de Orléans, oferecepasseios a cavalo para descobrir a Reserva Natural. Sempre acompanhado de um monitor diplomado, você poderá se iniciar ao conhecimento das plantas medicinais que crescem entre o manguezal e a faixa costeira, enquanto compartilha uma cumplicidade especial com os equinos. Você sai para uma grande volta no coração da Reserva Natural de Saint-Martin, entre a terra e o mar. Graças aos cavalos, todos os solos, mesmo os mais acidentados e os mais impraticáveis, serão o seu campo de jogo para passar um dia excepcional na natureza.

Apenas para você